You are currently browsing the monthly archive for Outubro 2014.

Arrumando minha gaveta de papéis (de vez em quando, uma limpa é necessário), achei este “poema” rabiscado há vários anos… Coisa de adolescente, mas achei que devesse publicar aqui, pelo menos posso jogar o papel sem remorso. Se lhe disser alguma coisa, fico feliz. Boa noite, e uma ótima semana para você!

 

Enquanto o Sol brilha, eu vejo o Teu poder;
Quando o Sol se põe, é mais difícil Te ver.
Mas ainda assim eu preciso acreditar;
De tudo o que já fizeste eu quero me lembrar.

Pois eu sei que a luz que hoje não vejo,
Um dia será o brilho da eternidade.
E todo o sonho, sentimento e desejo
Que hoje tenho, será, enfim, realidade.

Oh, Deus, que eu sempre me lembre disto:
Se o Sol não brilha, não é porque não está lá;
E que a noite não é eterna, nunca será.

E que o anseio do meu coração por luz e calor,
Será totalmente suprido, um dia, pelo Teu amor.

Enquanto o Sol brilha, eu vejo o Teu poder.
Quando o Sol se põe, com o meu coração, posso Te ver.

Malaquias 4:2
“Mas para os que temem o Meu nome, nascerá o Sol da Justiça, trazendo salvação nas Suas asas.”

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 2.006 outros seguidores

Comentários