You are currently browsing the monthly archive for Fevereiro 2013.

Vivemos na fase mais sofisticada da Era da Comunicação. Comunicar é quase tão essencial como respirar. Caminhamos a passos largos para um mundo que categoriza a internet e a tecnologia móvel como bens de primeira necessidade. Veja-se os jovens cujo primeiro movimento do dia não é sair da cama ou se espreguiçar, mas consultar o que os “amigos” fizeram online enquanto ele dormia.

Estes serviços virtuais de ligação e interação social têm sido recebidos por milhões como a solução para o desejo mais íntimo de expressão, de conexão e de notoriedade. Um pouco como água para matar a sua sede de ligação emocional, de partilha, de sentimento de pertença, de ouvir e ser ouvido – em suma, de ser amado.

E chegamos ao centro do desejo humano: viver o amor.

Nós fomos feitos para nos comunicarmos porque fomos feitos para amar. E a materialização do amor se dá através da comunicação, nas suas mais variadas formas.
É assim que, quando um adolescente “texta” à velocidade da luz, quando uma senhora aposentada passa uma hora rolando o scroll do Facebook, quando um homem de negócios tuíta ou um jovem publica no Instagram o pôr-do-sol do dia, é como se fosse, no fundo, uma pessoa dando amor, à espera de sentir o mesmo de volta, em algum momento, mesmo que por um segundo.

Nisto, pelo menos, nós compreendemos Deus: sabemos o que é fazer muito para receber pouco em troca. O nosso Pai do Céu deu tudo o que tinha de mais valioso — o Seu Filho, e com Ele todo o Céu (ellen white) — para ter de volta a nossa atenção, o nosso amor, e, quem sabe, um dia, a nossa total lealdade. E nós gastamos horas de energia e atenção em comunicar com quem não nos vê e ignoramos tão facilmente Quem nos vê bem mais do que nós próprios somos capazes de o fazer.

É hora de gastar tempo conhecendo melhor este Deus que ama ao ponto de usar todos os meios, não para nos prender à Sua vontade, mas para mostrar que a eternidade do Seu amor é mais completa, mais recompensadora e desejável que qualquer segundo de amor que possamos receber deste mundo. “Nós amamos porque Ele nos amou primeiro.” I João 4:19

Em Cristo se acham ligadas a família da Terra e a do Céu. Cristo glorificado é nosso irmão. O Céu Se acha abrigado na humanidade, e esta envolvida no seio do Infinito Amor. – {DTN 13

O que mais podemos desejar, do que ser “amigos” na rede social do Infinito Amor?

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 2.006 outros seguidores

Comentários