You are currently browsing the monthly archive for Maio 2010.

A vida é surpreendente. Esta talvez seja a principal razão porque milhares de milhões de pessoas decidem mexer-se depois da estagnação de uma noite de sono. Está sempre presente a incógnita. E o desconhecido, por mais provavelmente negativo que seja, contém esperança. A (ainda que leve) probabilidade de que o futuro seja surpreendentemente bonito.

Na mente humana, a probabilidade de um acontecimento bom na vida depende da consciência e da classificação de experiências passadas. Podem ser experiências próprias ou de outros. O vivido determina, até a um certo ponto, a visão do futuro. Se isto é lógico, como pode haver pessoas que, apesar dos indicadores apontarem o contrário, acreditam que o futuro será melhor, que o minuto seguinte valerá a pena ser vivido? E como há os que vivem, pensam e respiram crendo plenamente que caminham para iminente destruição, mesmo sem ter razões palpáveis para isso?

PS: acabou a minha hora de almoço. :)

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 2.006 outros seguidores

Comentários